domingo, 31 de julho de 2011

FRIGIDEZ FEMININA: Tem solução?!

Em muitos casos, a frigidez feminina tem como conseqüência problemas psicológicos, traumas na infância e adolescência, estresse, problemas conjugais e alguns problemas fisiológicos como relações dolorosas em virtude da falta de estimulo e lubrificação. Esta simples explicação da frigidez não exclui, entretanto, outras causas da diminuição ou perda da libido, que podem incluir fatores endócrinos, como o aumento da prolactina, que ocorre nos períodos posparto e a diminuição dos hormônios tireoidianos, que ocorre no hipotireoidismo. Também não podemos excluir os fatores não-endócrinos, como problemas vasculares ou circulatórios, neurológicos e psíquicos.

O meio cultural tem grande importância. Esclareço que há alguns anos atrás (e ainda hoje em determinadas culturas), dizia-se que a mulher era fria por natureza, que sua sexualidade estava voltada única e exclusivamente para a maternidade. Nesse contexto, usava-se a sexualidade feminina para servir à masculina. Como conseqüência, a mulher era pouco ou nada estimulada. Essa situação ocorrendo de forma persistente, com sentimentos de obrigação em relação ao sexo, acabou por inibir qualquer resposta erótica, assim tornando-se uma das tantas tarefas que deveriam ser desempenhadas pela mulher. Desligada de sentimentos sexuais positivos e até mesmo punidos ou reprimidos, a mulher assumiu a maternidade e o cuidado familiar, abdicando de uma plena realização sexual.  

Pesquisando sobre o assunto, a frase: A mídia atual pressiona as pessoas para uma atividade sexual teatral, Faz sentido! Muitas vezes idealizamos um sexo que na vida real é bem diferente. É certa que a felicidade sexual é uma condição inseparável da condição de saúde.  

Estresse, ansiedade e baixa auto-estima interferem e muito na hora do prazer e para isso o ideal é fazer uma psicologia comportamental, pois ela ajuda a incentivar a pessoa a conhecer melhor o seu próprio corpo para que a insegurança e os conflitos fiquem para trás.Todos os remédios voltados para a melhora do prazer tanto feminino quanto masculino atua no nosso cérebro na parte os mora as emoções e a partir disso afetam a vida sexual das pessoas.

Segundo Lelington Lobo Franco, terapeuta natural, existem chás tonificantes sexuais e afrodisíacos que podem resolver algumas causas da frigidez. 
Vale apena conferir abaixo:

Damiana (Turnera diffusa wild): Possui óleos essenciais (cineol, pineno) e arbutina (uma espécie de iombina). Aumenta a vitalidade sexual de ambos os sexos e regulariza o ciclo menstrual. Partes utilizadas: folhas. Modo de usar: chá por infusão de 30g das folhas por meio litro de água fervente. Tomar de 2 a 3 xicaras ao dia.

Salvia (Salvia officinalis L.): rica em tuyona, catequinas, ácidos fenólicos e substancias de ação igual à foliculina, hormônio estrogênio feminino. Favorece o equilíbrio hormonal do organismo feminino e seu uso é recomendado no caso de vaginismo e frigidez. Partes utilizadas: folhas.
Modo de usar: chá por infusão de 30g das folhas por meio litro de água fervente. Tomar de 3 a 4 xícaras ao dia.

Se o seu prazer não é mais o mesmo não tenha medo de procurar por um profissional da saúde para descobrir a causa e te ajudar com a solução!

sábado, 30 de julho de 2011

ENXAQUECA? DICAS DA NUTRICIONISTA


*        Para quem tem enxaqueca, a alimentação exerce uma tremenda influência. Recomenda-se fazer um diário da dor, escrevendo o que ingerem pois alguns alimentos são notórios gatilhos da dor: Doces, por aumentar a glicemia no sangue; Queijos, chocolates, vinho e amendoim, iogurte e vinagre, porque contêm uma molécula chamada tiramina; Aditivos corantes; Cafeína; Sorvetes e bebidas geladas;
*        Nos momentos de crise, procure repousar em ambientes protegidos da luz e do barulho, pois qualquer estímulo, luminoso ou sonoro, por menor que seja, piora muito mais a dor;
*        Recomenda-se dormir, alguns estudos observaram que é comum a crise desaparecer após o sono; Dica: Apesar do sono ajudar não apele para os soníferos, a não ser por prescrição médica;
*        Excluir o uso de bebidas alcoólicas – são capazes de disparar as crises, pois dilatam os vasos cerebrais;
*        Incluir na dieta o uso de produtos a base de soja (leite de soja, suco de soja e soja in natura) a isoflavona presente na soja ajuda a aliviar os sintomas da enxaqueca;
*        Aumentar o consumo de alimentos ricos em Omega3 (atum) e óleo de oliva;
*        Pesquisar a presença de Helicobacter Pylori; (bactéria que acarreta gastrite)
*        Evitar períodos longos em jejum; ou seja, se alimentar de 3/3 horas;

ALIMENTOS EVITAR – Produtos curados e defumados, adoçantes a base de aspartame, queijos curados e envelhecidos, álcool, nitritos (presentes nos produtos cárneos: presunto, salame) glutamato monossódico (temperos industrializados, macarrão instantâneo); aditivos, corantes.

domingo, 24 de julho de 2011

ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS ANTI QUEDA DE CABELO


O Beta-caroteno (vegetais alaranjados e em folhas de cor verde-intensa), vitamina A (fígado, na gema de ovo, no leite em seus derivados) e B (vísceras, carnes magras, cereais integrais, legumes, grãos e nozes) ajudam na síntese de todos os tecidos do corpo, assim também são necessários para o crescimento do cabelo.
O zinco (existente nas ostras, fígado, leite e farelo de trigo) estimula a multiplicação das células, favorecendo no crescimento e fortalecimento dos cabelos. Os aminoácidos, lisina, cisteína e prolina (encontrados em carnes), são a matéria-prima para a construção dos fios. Uma alimentação equilibrada ajuda na boa saúde dos cabelos, mas fatores com a hereditariedade, estresse, e medicamentos têm grande influência na integridade dos fios.

Se uma pessoa já sofre com a queda de cabelos quais são os nutrientes que ela deve ingerir a mais?

A perda de cabelo raramente está relacionada à Nutrição - menos de 1% dos casos. Quando esta relação existe , a causa pode ser a ingestão excessiva de vitamina A ou uma deficiência de ferro, biotina, zinco ou proteína. Estas deficiências são raras, embora o consumo excessivo de claras de ovos crus possa levar a redução de biotina. Se a queda de cabelos for resultante de alguma dieta muito restritiva ou relacionada com as deficiências relatadas acima, uma ingestão adequada de todos esses nutrientes e também de proteínas garante a recuperação dos cabelos.

Quais são os alimentos que não devem faltar no prato de quem quer fortalecer os cabelos?

COMA BASTANTE:

Laticínios com baixos teores de gorduras, vegetais verdes e ricos em caroteno e frutas devido à vitamina A Produtos integrais por causa da niacina Frutas como bananas, ameixas e melancia para a obtenção de vitamina B6. Frutas secas para suprir as necessidades de vitamina C Nozes e legumes para obtenção de biotina e zinco Carnes magras, aves e peixes por seus altos teores de proteínas.

Qual o benefício da soja neste problema?
A soja por ser uma fonte de proteína, vitaminas do complexo B , zinco e outros minerais também pode ajudar a prevenir a queda dos cabelos, porém uma alimentação variada é fundamental para que a saúde do couro cabeludo e dos próprios cabelos seja mantida.

AUTO-SUPLEMENTAÇÃO é muito perigoso, por isso PROCURE UM MÉDICO Ou NUTRICIONISTA!

domingo, 17 de julho de 2011

TPM - TENSÃO PRÉ MENSTRUAL


Durante o período pré-menstrual, vários sintomas como a cefaléia, câimbras, constipação (prisão de ventre), edema (inchaço) e irritação são comuns, porém podem ser amenizados com uma dieta contendo alguns alimentos que ajudam a evitar estes agravantes.
            Supõe-se que uma ingestão aumentada de cálcio poderia prevenir as alterações no humor antes e após o período menstrual. Assim, um copo de leite desnatado ou uma xícara de salada de couve por dia parecem ajudar na cura ou prevenção destas alterações de humor.
            A intensidade do fluxo menstrual pode ocorrer devido à carência dos alimentos ricos em manganês, para ajudar a prevenir essas perdas menstruais anormalmente intensas, ingerir alimentos ricos em manganês, como frutas (principalmente abacaxi) e vegetais; grãos integrais; nozes e sementes. Uma pequena ingestão de carboidratos complexos (pão integral, biscoitos integrais, aveia, arroz integral) ajuda a combater os sintomas.
            Um dos fatores que podem afetar negativamente a Tensão pré - menstrual é a cafeína, portanto seria adequado não ingerir bebidas que contenham a mesma como chá, café ou refrigerantes. Uma dieta saudável é capaz de amenizar os desconfortos da síndrome pré-menstrual. 

Vejam quais são os nutrientes e os alimentos que recomendados neste período:



Proteína isolada de soja: A Proteína Isolada de Soja possuí um Fito-hormônio, a isoflavona da soja nas  que atua nas ondas de calor como sintoma da menopausa, na mulher. A isoflavona é um composto da soja, também chamado que parece atuar na prevenção de doenças crônico-degenerativas, como o câncer de mama, de colo de útero e de próstata. Sua estrutura química é semelhante ao estrógeno (hormônio feminino) e, por isso, é uma substância capaz de aliviar os efeitos da menopausa.



Vitamina B6 Contra enjôo, cefaléia e irritabilidade. Boas fontes: arroz integral, germe de trigo, aveia, amendoim, nozes, batata, banana, salmão, atum, fígado de boi. Recomendação diária: 20 a 50g dia.



Vitamina E: Evita cefaléia, dores nas mamas e cólicas. Boas fontes: cereais integrais, noz, castanhas, azeite de oliva, azeitona, óleo de soja e de girassol, milho, gema de ovo, agrião. Recomendação diária: 20g ao dia



Cálcio: Alivia cólicas, dor nas costas e nervosismo, porque diminui a contração muscular dolorosa do útero e diminui retenção de líquidos. Boas fontes: leite magro e derivados, vegetais e folhas verde escuro, couve e brócolis. Recomendação diária: 100ml a 200ml.



Magnésio: - Este mineral tem função complementar às funções do cálcio, portanto pode diminuir dores na intensidade de contração dos músculos. São boas fontes de magnésio as folhas verdes escuras. Recomendação diária: 10 a 20g dia.



Ácidos graxos: Reduz irritabilidade e dores nas mamas. Boas fontes: óleos de peixe marinho e frutos do mar (ricos em ômega 6 e ômega 3) - salmão e atum.



Vitamina D: necessária à assimilação de cálcio e magnésio, nos ossos. Porém, não é específico para a TPM, e sim para toda a vida da mulher (evita osteoporose).



Vinho tinto ou suco de uva: O vinho tinto seco de boa procedência, (países/estados em que as uvas são de ótima qualidade), pode ser consumido por adultos sem doenças associadas, na quantidade de 120 mL por dia, após ou durante uma grande refeição. Seus benefícios são os mesmos do suco da uva, porém não são todos que podem consumir essa bebida, devendo sempre ser feito sob orientação de nutricionista, visto que o álcool pode atrapalhar a metabolização de inúmeros medicamentos, além de agravar diversas doenças.



OBSERVAÇÕES SOBRE ALGUNS ALIMENTOS:



CAFÉ: a cafeína que além de atuar sobre o sistema neuro sensorial, age sobre o sistema rítmico, acelerando o coração a digestão, além de conter inúmeras substâncias da torrefação do café que são tóxicas e muito prejudiciais ao fígado e a vesícula.

O café parece atuar sobre o reticulo sarcoplasmático, aumentando a permeabilidade ao cálcio, que torna disponível ao processo de contração, podendo provocar câimbras. A cafeína pode causar insônia, cefaléia e irritabilidade.



CHÁ PRETO: atua no aparelho digestivo provocando obstipação.



CHÁ MATE: tem ação estimulante sobre o sistema nervoso, mas não é tão forte quanto o chá preto e o café, a não ser o chimarrão que é estimulante.



GUARANÁ: tem conteúdo de cafeína três vezes mais do que no café.



CHOCOLATE: tem função semelhante ao café e o chá, porém a alteração é diferente, pois contém gorduras, proteínas, e carboidratos, que lhe dá seu valor nutritivo.

Com relação às câimbras, estas podem ocorrer devido ao desequilíbrio de sódio e potássio, que favorece a entrada de cálcio na célula provocando a contração. Neste caso o ideal é o consumo de alimentos ricos neste nutriente (cálcio) que seriam os leites e derivados e alguns folhosos como brócolis e repolho principalmente.



Vale ressaltar que tais alimentos são os mais indicados neste período, porém é importante também evitar o consumo de alimentos ricos em gordura, sal, (embutidos e conservas) e que contém cafeína (café, chá preto e mate, coca-cola e guaraná), pois são agravantes do quadro.



sábado, 9 de julho de 2011

Dieta Anti-envelhecimento - Por Dra. Gabrieli Comachio

O envelhecimento saudável é uma das preocupações constantes para muitas mulheres e homens nos dias de hoje. 



O processo de envelhecimento reflete-se na pele, na saúde e no sistema imunológico.



Pensando nisso a Dieta Anti-envelhecimento surgiu para revolucionar seus hábitos alimentares e com isso promover saúde e qualidade de vida.

 Cardápios Personalizados, Atendimento Domiciliar e in Loco
 Agende sua Consulta agora:

Dra. Gabrieli Comachio - Nutricionista
(65) 92513773 Cuiabá
(66) 35213044 Alta Floresta
(66) 35341977 Terra Nova do Norte


segunda-feira, 4 de julho de 2011

POR QUE EMAGRECEMOS E VOLTAMOS A ENGORDAR?



Muitas pessoas têm problemas hereditários (ou não) com excesso de peso, e lutam diariamente contra o mau do efeito sanfona sem fim.
São muitos os benefícios de estar com o corpo saudável e um deles é o bem psicológico proporcionado de vestir uma bela roupa e sentir-se admirado, bem viisto, amado e desejado.
Então, por que não emagrecemos? Por que nos mantemos no ritmo engorda e emagrece sem fim?
Há diversos casos de pessoas que optam por manterem-se acima do peso, sabotando a própria dieta e, até mesmo, observando atentamente no espelho as novas dobras que surgem, após dias e dias de suor na esteira ou na academia. Essas pessoas não percebem que estão com problemas que vão muito além do fato de querer - ou não - estar gordas.
O ritmo acelerado dos dia a dia e a rotina fazem com que todas as ações e reações permaneçam disfarçadas, mascaradas, ocultas, pois reagem sem perceber às diversas situações que as fazem ou as mantêm infelizes.
Um exemplo clássico é o fato de que ao emagrecer a esposa vai sentir-se linda, maravilhosa, contudo, atrairá ao esposo que, dentro de uma relação que já não é mais saudável ou desejável, volta a engordar para afastá-lo, pois distante fica mais fácil encarar uma relação falida, da qual ela não tem coragem ou possibilidade de livrar-se.
Outro exemplo é o da menina que ao emagrecer não sabe como lidar com o assédio dos rapazes, e teme um desvio de conduta que não será aprovado pelos pais, familiares ou, até mesmo, na igreja ou templo do qual fazem parte.
Há ainda o fato de se privarem de comer tudo o que gostam dentro de uma vida onde não podem fazer o que gostariam de fazer por viverem cercadas de pessoas que sempre procuram, de forma impositiva, colocar diretrizes as suas vidas.
Como podem notar, emagrecer vai muito além do fato de comer bem e malhar. Emagrecer esta intimamente ligado a capacidade de saber lidar com o novo, com o porvir. Devemos observar o que nos faz voltar de um caminho que estava dando tão certo, mesmo que para isso precisemos de auxílio psicológico.
Forte abraço a todos e até a próxima.
 
Por Gisele Gonçalles - Paciente