quinta-feira, 30 de junho de 2011

ANSIEDADE Por Drª GABRIELI COMACHIO


Por Drª GABRIELI COMACHIO - Nutricionista Personal Diet

A ansiedade é uma característica biológica de todo o ser humano, que normalmente ocorre em momentos de medo, perigo ou tensão. Ela pode manifestar-se de várias maneiras: em forma de ataques de pânico, de fobias, como conseqüência de uma experiência traumática e de maneira generalizada (quando os sintomas persistem constantes ao longo do tempo).  Esse sintoma é marcado por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração acelerado, transpiração, entre outras formas. O fato, é que ter ansiedade ou sofrer dela, faz com que a pessoa perca uma boa parte de sua auto-estima, o que acaba deixando-a incapacitada de realizar certas tarefas ou até compensando esse desgaste emocional em outras coisas, como por exemplo: Comida.
Algumas terapias complementares têm auxiliado no controle dessa sensação, Além de recursos psicológicos, alguns procedimentos simples têm-se mostrado  ser eficaz, confira:
·                     A compulsão alimentar é disparada pela ansiedade. Algumas formas decorrem de problemas psicológicos não resolvidos: afetivos, conjugais, de relacionamento, Sexuais, timidez excessiva, depressão e etc. Identificar os primeiros sinais de risco é importante. O estresse é companheiro da ansiedade, por isso, desenvolva mecanismos Anti-stress;  
·                     Uma orientação nutricional personalizada, equilibrada e saborosa pode auxiliar e muito no sucesso da reeducação alimentar, por isso aceite seus "escorregões". Encare esses episódios com serenidade. Falhas ocorrerão e deverão ser Encaradas como oportunidades para aprendizagem. Não tenha medo de procurar um profissional da saúde para te ajudar;
·                     Pergunte-se o que você espera de um Acompanhamento Nutricional? Não espere resolver Todos os seus problemas adquirindo uma silhueta mais fina! O Desapontamento pode ser grande. Por isso , cuidado com os falsos padrões de beleza, inatingíveis para a maioria das pessoas! A busca de um falso objetivo torna-se muito Angustiante! Não existe beleza sem saúde e você pode ser bonita sim, Sem renunciar à sua individualidade;
·                     Não tenha pressa para emagrecer. Você ficará mais ansiosa, frustrada, Sempre com a sensação de que "não está dando certo" e daí para a Comida é um pulo...
·                     Cuidado com a "balançomania". Pesar-se toda hora, todo dia traz enorme grau de frustração. A flutuação de peso é esperada e mal Interpretada é realmente angustiante. Por isso é importante o acompanhamento mensal/quinsenal com um profissional Nutricionista.
·                     Inclua o prazer na sua dieta e em todo o seu estilo de vida. Mudar estilo de vida é mudar hábitos. Um novo comportamento só irá se constituir um hábito se for prazeroso. Comida monótona, ruim, sem gosto leva ao desânimo! Agora, prazer não é quantidade, mas, qualidade;
·                     MEXA-SE, fazer exercícios físicos diariamente e optar por aqueles que lhe dêem prazer;
·                     Fuja do mito do "peso ideal". Troque-o por "peso viável", aquele Clinicamente saudável. Respeite seu tipo físico, lembre-se: Beleza é uma questão de imagem e auto – imagem;
·                     Não tenha alimentos de risco em casa. Se você sentir-se ansiosa para devorar chocolate e tiver que sair para comprá-lo, ganhará tempo e voce ainda vai pensar duas vezes;
E o mais importante de tudo: Viva o dia de hoje! Ontem já se foi e o amanhã ainda não veio! Não fique lamentando o que não fez ou o Que deveria ter feito! O Tempo é hoje!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Receita Feriado : Peixe ao Forno com Manteiga, Ervas e Mostarda

Ingredientes
1 peixe (badejo, robalo,pintado)
sal a gosto
papel alumínio
1 limão
½ xícara (chá) de alecrim picado
1 colher (sopa) de ervas finas
3 colheres (sopa) de mostarda
3 dentes de alho amassados
100 g de manteiga s/ sal

Modo de Preparo:
Passar o sal e  limão em volta do peixe e reservar. Em um recipiente, misturar a manteiga, o alho, a mostarda, o alecrim e as ervas finas. Passar esta mistura em volta e por dentro do peixe, fazendo alguns cortes nas laterais para penetrar o tempero. Enrolar o peixe 3 ou 4 vezes com papel alumínio.
De preferência utilizar peixes magros (1 a 1,2 kg), e o forno deve estar a 180º.
Deixe assar por 35 minutos.
Rendimento: 6 porções, se o peixe tiver aproximadamente 1½ kg.

sábado, 18 de junho de 2011

CALCULO RENAL, Orientações da Nutri


LITÍASE RENAL

Litíase Renal é a presença de cálculos nas vias urinárias (rins, ureteres e bexiga).
            A orientação Dietoterápica deve ser contínua, independente dos períodos de crise e das cirurgias.

Recomendações gerais

§  Aumentar a ingestão de líquidos de 15-20 copos/dia de 200 ml;
§  Investigar o tipo do cálculo, para determinar a dieta;

Recomendações Específicas

Litíase de cálcio
§  Diminuir a ingestão de alimentos ricos em cálcio (leite, queijo, iogurte, sorvete, creme de leite, gergelim);
§  Diminuir a ingestão de vitamina D (fígado, rim, manteiga, frutas);
§  Aumentar moderadamente a ingestão de alimentos que acidifiquem a urina (pão, cereais, frutas, lentilha, feijão).

Litíase de Oxalato de Cálcio
§  Diminuir a ingestão de alimentos ricos em ácido oxálico (aspargo, abacate, ameixa seca, beterraba, café, chá, espinafre, pimenta);
§  Diminuir a ingestão de alimentos ricos em cálcio (leite, queijo, iogurte, sorvete, creme de leite);
§  Não ingerir complementos de vitamina C;
§  Aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina B6 (gérmen de trigo, fígado, cereais integrais: aveia);
§  Aumentar, moderadamente, a ingestão de alimentos que acidifiquem a urina (pão, cereais, frutas, carnes, lentilha, feijão).

Litíase de Ácido Úrico
§  Diminuir a ingestão de alimentos ricos em purinas (caldos de carne em tabletes, miolo, fígado, rim, patê, sardinha, carne de boi);
§  Ingerir moderadamente alimentos que acidifiquem a urina (pão, cereais, frutas, carnes, lentilha, feijão)

Foto: http://www.saudecominteligencia.com.br/calculorenal.htm


quarta-feira, 15 de junho de 2011

O que é o TDAH


 

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.

O TDAH é comum?
Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

Fonte: http://www.tdah.org.br


Segue algumas dicas que podem auxiliar e muito no alívio dos sintomas
                       
·         Evitar o uso de açúcares e adoçantes com substâncias químicas. Utilizar adoçante de preferência natural como stévia, ou açúcares como, mascavo ou açúcar orgânico;
·         Observar o consumo de óleo! Para 1 família de 5 pessoas o recomendado é 1 lata de óleo por mês;
·         A fritura é o superaquecimento de algum tipo de gordura animal (banha de porco) ou de gordura vegetal (óleos vegetais). Porém mesmo sendo realizado com óleos vegetais de boa qualidade, o superaquecimento os transforma em uma gordura insaturada. Não se deve considerar apenas o óleo utilizado, mas também o tempo que o alimento fica em imersão, o tempo que o óleo está sendo aquecida, a temperatura que o óleo se encontra, se é ou não a primeira fritura, etc. De uma forma geral, quando se for realizar algum tipo de fritura, esporadicamente, deve-se utilizar um óleo vegetal e aquecer o menor tempo possível, pois quanto maior o tempo e maior a temperatura, mais alterações o óleo original sofrerá. E nunca se deve reutilizar o óleo da fritura na alimentação.
·         A fritura faz com que ocorram alterações químicas no óleo utilizado, deixando de ser uma fonte de gordura insaturada (no caso dos óleos vegetais), fundamental para nossa saúde, dando lugar a uma gordura chamada de gordura saturada, que em excesso pode causar diversas doenças. A fritura pode também promover a formação da gordura trans, que é uma gordura que está diretamente relacionada com o aumento de doenças cardiovasculares e com a piora do quadro de saúde de uma maneira geral. Além disso, a fritura pode promover a formação de uma substância chamada acroleína, que é altamente cancerígena.
·         Os estudos indicam que os principais problemas de saúde relacionados com estes tipos de gorduras encontradas na fritura, quando consumidos em excesso, são: doenças cardiovasculares, aumento da pressão arterial, desenvolvimento de câncer, redução do crescimento, má absorção de nutrientes, diminuição da fertilidade, entre outras.
·         Evitar utilizar azeites/óleos vegetais nobres em frituras. Poderá utilizá-lo cru, para Temperar as saladas juntamente com limão ou vinagre de frutas/hortaliças.
·         Evitar alimentos industrializados, pois alguns estudos comprovam aliviar os sintomas da TDAH, exemplos são: Achocolatados, acúcares, condimentos e temperos químicos, refrigerantes, conservas, embutidos.
·         Sugestão: Lavar em água corrente os alimentos enlatados como azeitonas, milhos, ervilhas, após retirar o sal presente e os produtos químicos, escorrer e utilizar em seguida.
·         Café: Ingerir com moderação. A cafeína tem efeitos estimulantes, similares aos da Ritalina. Normalmente, a cafeína ajuda a melhorar o foco. Atenção: em altas doses, a cafeína é tóxica.
·         Evitar o uso de panelas de alumínio, dar preferência para as de vidro, inox.
·         Carboidratos de digestão rápida são açúcares simples e farinha branca. Quando ingeridos, eles passam rapidamente para a corrente sanguínea, causando um aumento abrupto dos níveis de glicose. Este aumento da glicose sanguínea, por sua vez, leva a um aumento na produção de insulina, que retira o excesso de glicose do sangue, acumulando-a no fígado ou depósitos de gordura. Assim, quando ingerimos carboidratos de digestão rápida sujeitamos nosso cérebro a uma "montanha russa" nos níveis de glicose – o que é incompatível com as necessidades de um cérebro que tem mais dificuldade em manter padrões estáveis de funcionamento.


domingo, 12 de junho de 2011

Mudanças na alimentação e estilo de vida podem contribuir na fertilidade


DICAS ESPECIAIS PARA QUEM DESEJA ENGRAVIDAR

Vitamina A: a deficiência desta vitamina pode levar a degeneração e queda do número de espermatozóides. Consumir alimentos fonte como: cenoura, mamão, abóbora, batata-doce, aspargos, ervilhas, brócolis, espinafre e couve-or.

Vitamina E: pode melhorar a motilidade os espermatozóides e previne o aborto. Alimentos fontes: óleos vegetais, grãos integrais, nozes, vegetais verdes.

Vitamina C: tem efeito antioxidante e protege os sistemas reprodutivos de homens e mulheres, age também na produção de espermatozóides e desenvolvimento dos óvulos. Encontrada em frutas cítricas como laranja, limão, goiaba, kiwi, acerola, morango, tomate e folhosos como brócolis, couve flor e pimentão.

Vitamina B6: sua deficiência pode causar desequilíbrio hormonal e síndrome pré-menstrual. Dicas de Alimentos: carnes de aves, peixes, fígado, ovos, grãos de soja, aveia, produtos com trigo integral, amendoim e nozes.
   
Zinco: este mineral está bastante concentrado nos espermatozóides, seu consumo aumenta a contagem e motilidade dos espermatozóides e aumenta a fertilidade feminina. Encontrado em frutos do mar, nozes, castanhas, uva passas, soja, grão de bico, lentilha, cereais integrais, frutas e verduras.

Selênio: tão importante quanto o zinco na produção de sêmen. Fontes alimentares são grãos integrais e ovos.

Ferro: a carência de ferro pode dificultar a ovulação. Consuma carnes, ovos, leguminosas, como feijão, espinafre, couve, brócolis, banana, melado, rapadura.

EVITE gordura trans, ela está associada com infertilidade. Consuma alimentos ricos em gordura ômega 3 e 6, elas tornam a membrana do óvulo mais fluida. Alimentos fonte são: azeite de oliva, óleo de canola, salmão, sardinha, linhaça e amêndoa.

O ácido fólico é importante desde a fecundação, e durante a gestação ele participa da formação do sistema nervoso da criança. Encontrado em vegetais verde escuros como brócolis, agrião, rúcula, espinafre; fígado, repolho, laranja e feijão branco.
  
Consuma Agua!!Em torno de 08 a 12 copos americanos por dia. Modere o consumo de bebidas que contenham cafeina como café, chás, refrigerantes. O consumo de álcool também pode interferir na concepção. Isso vale para homens e mulheres.

Controle seu peso: mulheres acima ou abaixo do peso podem apresentar dificuldades em engravidar, tanto por alterações nos ciclos menstruais e na ovulação, quanto pela carência de nutrientes.
 
 
Pesquisando sobre Fertlidade segue abaixo um link muito interessante:

  A calculadora da ovulação que você encontrará abaixo, lhe ajudará a determinar quais são os dias do mês em que estará mais fértil.